É a terceira vez que vou a Miami e sempre tenho a vontade de fazer uma “one Day trip” em Bahamas. A maior intenção é de conhecer a ilha e ver se vale a pena vir de longe para passar uns dias La. Como Miami é muito perto de Bahamas, fica fácil fazer um dia de passeio, porem se na primeira não tive a opção de ir e na segunda o dia que estava livre não tinha passeios, desta vez eu insisti, chamei minha amigas que vieram a trabalho comigo em Miami para me acompanhar, Luiza Milano e Francesa Cesaro aceitaram na hora porque queriam mais que tudo o sol de Caribe no dia de folga, e então… fomos! Porque Bahamas é um dos destinos imperdiveis do Caribe.

Walber na paradisiaca praia de Bahamas

Mas antes de tudo der certo, algo parecia que daria novamente errado: Iríamos partir na quarta feira, e justo aquele dia da semana não tinha “Day trip” pra Bahamas, disse a atendente da agência de viagem em Miami Beach. Fiquei triste, mas não me dei por vencido e lembrava bem que tinha um balcão-agência de passeios  em Wet Seal no Beyfront Park e então combinei de irmos jantar lá para podermos verificar se também ali a informação era a mesma.
Ao chegarmos em Beyfront o rapaz, muito empolgado em vender a trip, ficou triste quando dissemos que seria para quarta, pois ele também sabia que quarta – e segunda – não partia barco para Bahamas. Mas mesmo assim ele ligou para a agencia de barcos para confirmar e… Desta vez era para partirmos, pois daquela semana partiam barcos todos os dias pra Bahamas.
Pagamos 170 dólares cada um pelo transfer do hotel ate o porto x bilhete ida e volta x transfer do porto para o hotel. O transfer  era muito importante porque o barco sai de Fort Lauderdale que teoricamente é perto de Miami, mas na pratica são 40 min. de alto-estrada, um taxi sairia bem caro. Acordamos às 5 da manhã, 05h30minh éramos na recepção e o ônibus chegou na hora marcada, entramos, fizemos a “viagem” ate Fort Lauderdale, ali apenas um check in para ver os bilhetes e o passaporte se tudo ok pra volta, pulseira no braço, entrada no barco e… partimos!

Walber no ferry “Balearia Bahamas Express” que leva de Miami a Bahamas no day Trip

O barco é da companhia Balearia Bahamas Express. Não é um cruzeiro, mas têm restaurantes, bares, cassino, piscina com bar, e uma grande área com cadeiras de sol para se bronzear. Simples, mas com o necessário.  Foi na área com cadeiras de sol que ficamos toda a viagem, pois assim já chegaríamos bronzeado.  A viagem dura 4 horas mais ou menos (chegamos meio dia em ponto, porem não partimos as oito, mas com atraso) e você tem 5 horas pra se divertir na ilha para voltar pro barco e partir de volta às 6 da tarde.

A chegada é sem controle algum. Apenas a divisão das pessoas por passeio, que eram colocadas nos devidos ônibus que partem com seus destinos. O nosso era a praia, e então partimos. O porto é feio, a princípio – porque na volta vimos o porto turístico e é bem bonitinho e cheio de lojinhas para as ultimas lembranças da ilha. A estrada não tem nada a ver com o que imaginamos ser Bahamas, mas é agradável e depois de uns 25 minutos estávamos na praia.

Chegamos e fomos direto para o Domino pizza onde encontramos uma turma de crianças de uma escola local que passeavam e estavam esperando a pizza. Era uma simpatia e cantavam a todo tempo. Depois entramos pela cidadezinha como aquelas de disneyland, e só depois soubemos que deveríamos tornar para entrar na praia, numa ruazinha muito estreita e discreta ao lado do posto policial.

Crianças de Bahamas em horario de recreaçao

A chegada à praia é de arrepiar, pela cor do mar e pela vida que tem com tanta gente fazendo os mais diversos esportes aquáticos: Sim, estávamos na sonhada Bahamas.

A beleza das praias de Bahamas

aproveitamos muito o mar, foram 5 horas intensas. O dia estava maravilhoso. o clima e a agua perfeitos  e um lamento por ter que voltar pra praça para partir de volta.

A volta uma bagunça divertida do ônibus, o motorista era louco, passamos por um controle rápido de bagagens, pegamos outro ônibus que nos esperava para levar pro barco, voltamos pra área de sol, e só descemos com o por do sol, fomos pra piscina, jantamos ali, a comida não era boa, descemos e esperamos a chegada, passamos pelo controle de passaporte de volta aos Estados Unidos, algo bem rápido, descontraído e sem carimbo. Entramos no ônibus e às 11 da noite estávamos dentro do hotel. Hora de refazer as malas porque as minhas amigas voltariam para Itália (com sete malas) e eu para Punta cana – Republica Dominicana, já estava excitado e em breve contarei pra vocês como foi toda a viagem. Porque Temos destinos imperdiveis para mostrar.

Walber e Luisa Milano no mar de Bahamas